HOME Notícias

Notícias

Aconteceu na Escola Dom Bosco

Criança não trabalha, infância é pra sonhar!
ESCOLA DOM BOSCO MARCA PRESENÇA NA VII MARCHA PERNAMBUCO CONTRA O TRABALHO INFANTIL

No dia 10 de outubro de 2019, ocorreu a 7ª edição da Marcha Pernambuco Contra o Trabalho Infantil promovida pelo Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil em Pernambuco (Fepetipe).

A concentração da Marcha ocorreu a partir das 13h30min no Parque Treze de Maio, com flash mobs executados pelos adolescentes que integram as instituições e organizações participantes do Fepetipe, pinturas no rosto, ensaios do grito de guerra “Aprendizagem Sim, Trabalho infantil Não”, depoimento de adolescentes oriundos do trabalho infantil.

A Marcha teve como percurso a Rua Princesa Isabel, Rua do Sol, Praça da República, Ponte Buarque de Macedo, a Av. Rio Branco e finalização no Marco Zero, com a realização de uma grande ciranda.

O objetivo da Marcha é chamar a atenção para a violação de direitos de crianças e adolescentes em situação de trabalho, onde os menores são expostos a diversos tipos de risco, como acidentes, mutilações, exploração sexual e óbito. E destacar a aprendizagem profissional como alternativa ao trabalho infantil para adolescentes a partir dos 14 anos.

E, com muito protagonismo, os jovens da Escola Dom Bosco se fizeram presentes, apoiando a causa e lutando por seus direitos como crianças e adolescentes.

Por Luana Azevedo

No dia 10 de outubro de 2019, ocorreu a 7ª edição da Marcha Pernambuco Contra o Trabalho Infantil promovida pelo Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil em Pernambuco (Fepetipe).

A concentração da Marcha ocorreu a partir das 13h30min no Parque Treze de Maio, com flash mobs executados pelos adolescentes que integram as instituições e organizações participantes do Fepetipe, pinturas no rosto, ensaios do grito de guerra “Aprendizagem Sim, Trabalho infantil Não”, depoimento de adolescentes oriundos do trabalho infantil.

A Marcha teve como percurso a Rua Princesa Isabel, Rua do Sol, Praça da República, Ponte Buarque de Macedo, a Av. Rio Branco e finalização no Marco Zero, com a realização de uma grande ciranda.

O objetivo da Marcha é chamar a atenção para a violação de direitos de crianças e adolescentes em situação de trabalho, onde os menores são expostos a diversos tipos de risco, como acidentes, mutilações, exploração sexual e óbito. E destacar a aprendizagem profissional como alternativa ao trabalho infantil para adolescentes a partir dos 14 anos.

E, com muito protagonismo, os jovens da Escola Dom Bosco se fizeram presentes, apoiando a causa e lutando por seus direitos como crianças e adolescentes.

Por Luana Azevedo